Indústria

Você

Acessar

Notícias

FIEMA 18/12/2017 - 12:12hs

Presidente e vice-presidente da FIEMA recebem homenagem de Curso de Engenharia Civil

Curso comemorou 50 anos e concedeu medalha Haroldo Tavares

Assessoria de Comunicação Institucional UEMA

Leonardo Sampaio COCEV FIEMA
Imagem ampliada O professor João Aureliano de Lima Filho, diretor do curso de Engenharia Civil da Uema, o presidente Edilson Baldez e Gustavo Pereira da Costa, reitor da Uema

São Luís - Mais ou menos dois mil novos engenheiros foram formados nos últimos 50 anos no Maranhão, quando foi criada a primeira Escola de Engenharia do Estado. Escola essa que deu origem ao que todos conhecem, hoje, como Universidade Estadual do Maranhão (UEMA). Para comemorar esse Jubileu de Ouro, os alunos do curso de Engenharia Civil da instituição prepararam uma programação acadêmica que foi de 13 a 15 de dezembro, intitulada I Semana de Engenharia Civil, realizada na FIEMA, em São Luís.

Em uma noite com mais de 60 homenageados e centenas de espectadores, entre alunos, professores e profissionais do mercado, a solenidade contou com a entrega da Medalha Haroldo Tavares, em homenagem ao engenheiro e ex-prefeito de São Luís, que faleceu em 2013. A filha dele, Cristina Tavares, subiu ao palco para homenagear, emocionada, o pai com um discurso que relembrou as palavras do pai ao participar do início do curso de Engenharia Civil no Maranhão. Ao final, foi aplaudida de pé.

Entre os homenageados estavam o presidente da FIEMA, o engenheiro e ex-professor e ex-coordenador do curso de engenharia civil da UEMA, Edilson Baldez das Neves e o vice-presidente da FIEMA e engenheiro, João Alberto Teixeira Mota Filho. 

Para o reitor da UEMA, Gustavo Pereira da Costa, a homenagem aos engenheiros é mais do que justa. “Essa é uma homenagem mais do que justa, é uma homenagem necessária, porque todas essas homenagens servirão de inspiração, motivação, como faróis que iluminarão as trajetórias profissionais de tantos novos profissionais”, comenta.

Leonardo Sampaio COCEV FIEMA
Imagem ampliada O professor João Aureliano de Lima Filho, diretor do curso de Engenharia Civil da Uema; o vice-presidente da FIEMA, João Alberto Teixeira Mota Filho e Gustavo Pereira da Costa, reitor da Uema

O evento contou com o presença do Edilson Baldez, presidente da Fiema; Carlos Rogério Araújo, presidente da Caema; Walter Canales Sant’Ana, vice-reitor da Uema; Jorge de Jesus Passinho e Silva, diretor do Centro de Ciências Tecnológicas (CCT); professor João Aureliano de Lima Filho, diretor do curso de Engenharia Civil da Uema; José Carlos Nunes, deputados federal; José Pinheiro Marques, diretor-geral da Mutua-MA; Gustavo Pereira da Costa, reitor da Uema; Fábio Nahuz, presidente do Sinduscon (Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Estado do Maranhão) e vice-presidente da FIEMA.

História - A UEMA teve sua origem na Federação das Escolas Superiores do Maranhão – FESM, criada pela Lei 3.260 de 22 de agosto de 1972 para coordenar e integrar os estabelecimentos isolados do sistema educacional superior do Maranhão. A FESM, inicialmente, foi constituída por quatro unidades de ensino superior: Escola de Administração, Escola de Engenharia, Escola de Agronomia e Faculdade de Caxias. Em 1975 a FESM incorporou a Escola de Medicina Veterinária de São Luis e em 1979, a Faculdade de Educação de Imperatriz.

A FESM foi transformada na Universidade Estadual do Maranhão – UEMA, através da Lei nº 4.400, de 30 de dezembro de 1981, e teve seu funcionamento autorizado pelo Decreto Federal nº 94.143, de 25 de março de 1987, como uma Autarquia de regime especial, pessoa jurídica de direito público, na modalidade multicampi.

Redação: Lucas Vieira

 

1554 notícias | Mostrando de 1483 a 1488