Indústria

Você

Acessar

Notícias

FIEMA 06/03/2018 - 09:23hs

Cachaça e tiquira do Maranhão fazem sucesso na Feirinha de São Luís

Ação faz parte do projeto Cartima – Cachaça Artesanal e Tiquira do Maranhão e meta é estimular a comercialização do produto dentro do estado. Ação conta com apoio da FIEMA.

Coordenadoria de Comunicação e Eventos da FIEMA

Veruska Oliveira COCEV FIEMA
Imagem ampliada Tiquira e Cachaça do Maranhão em exposição no stand da Cartima na Feirinha de São Luís

SÃO LUÍS – Os produtores maranhenses de cachaça e tiquira das cidades de Balsas, Santo Amaro, Sucupira do Riachão e Vargem Grande, iniciaram no último domingo (4/3), na Praça Benedito Leite, a exposição e comercialização de seus produtos durante a Feirinha São Luís, promovida pela Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento – Semapa.

A ação na Feirinha São Luís, é uma iniciativa do CARTIMA - Projeto Cachaça Artesanal e Tiquira do Maranhão, numa parceria firmada entre a Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA), o Sindicato das Indústrias de Bebidas, Refrigerantes, Água Mineral e Aguardente do Estado Maranhão (Sindibebidas), a Secretaria de Estado de Indústria e Comércio (SEINC), e a Feirinha São Luís (Prefeitura de São Luís, por meio da Semapa).

A meta da ação é apoiar as marcas maranhenses registradas de cachaças e tiquira, que estarão expostas numa tenda estruturada para atender aos consumidores que queiram conhecer, comprar e apreciar as bebidas e os drinks preparados com elas. Os produtos serão comercializados, gerando oportunidade de negócios e visibilidade para as marcas.

Veruska Oliveira COCEV FIEMA
Imagem ampliada Casal apreciador de bebidas destiladas aprovou a iniciativa que valoriza a produção local de bebidas como a cachaça e a tiquira

 Visibilidade que foi um dos pontos ressaltados pelo policial militar e apreciador de cachaça, Luis FernandoSilva. “Eu tomei pela primeira vez, gostei muito, é suave e é daqui do Maranhão. Vim para prestigiar e acabei levando uma garrafa. Eu sou um apreciador de bebidas destiladas. Acho que falta um pouco mais de divulgação, porque a gente tem muita coisa boa que é produzida no Estado e não conhecemos e acabamos comprando coisas de fora e são produtos de qualidade”.

Além dos maranhenses, a cachaça e a tiquira também fizeram sucesso com os turistas estrangeiros que visitam São Luís. É o caso da design mexicana Zida Gonzalez que tomou cachaça pela primeira vez. “Muito forte. É nossa primeira vez no Maranhão. Nunca tinha provado cachaça, mas gostei”, ressaltou a simpática designer.

“Gosto de caipirinha. Essa cachaça tem um sabor diferente, bom. É legal porque incentiva tanto à gente a comprar produtos maranhenses, quanto os produtores”, destacou a estudante Lilian Silva, que comprou uma caipirinha feita com uma das cachaças.O Professor Bruni Fernando, achou interessante a iniciativa. “É algo da nossa terra, sou um apreciador de cachaça e acho que isso é uma forma de divulgar e incentivar a produção local.

Veruska Oliveira COCEV FIEMA
Imagem ampliada Turistas mexicanos que visitam São Luís também curtiram a cachaça e a tiquira maranhense na forma de drinks disponiveis na feirinha de São Luís

 “O CARTIMA quer criar oportunidades para que as marcas maranhenses desenvolvam o mercado e visibilidade da produção local, quem tem um potencial econômico pujante. Temos produtos de qualidade e precisamos unir forças para colocar o Maranhão nesse cenário. Vale ressaltar que as cachaças e a tiquira produzida no Estado já são reconhecidos e até já receberam prêmios nacionais. Hoje, nos supermercados e nas lojas de conveniência do Maranhão, encontramos marcas do Brasil inteiro e poucas daqui. Então, nossa meta máxima é construir as marcas maranhenses. Queremos ter 20 marcas até 2019. Este não é um número mágico, mas é o suficiente para termos uma diversidade para fazermos promoções no mercado, participarmos de feiras e exposições, porque é isso que incentiva o consumo", afirmou a gestora do projeto Cartima, Oísina Piorski Aragão que ressaltou que ainda é grande a informalidade oriunda da desorganização e desinformação da maioria dos produtores de bebidas destiladas (cachaça e tiquira) no Maranhão.

Veruska Oliveira COCEV FIEMA
Imagem ampliada O secretário Ivaldo Rodrigues com o empresário produtor de cachaça, Jorge Fortes, do Sindibebidas

“Acho importante que os produtores de cachaça e tiquira tenham esse espaço na feirinha para poder oferecer esses produtos de qualidade que temos aqui no Maranhão. Estão de parabéns todos os envolvidos por esse projeto e a feirinha está à disposição para que possamos comercializar esses produtos genuinamente maranhenses”, ressaltou o secretário Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), Ivaldo Rodrigues.

“Essa iniciativa é fundamental para nós produtores, porque é mais um ambiente em que conseguimos apresentar nosso produto para a sociedade e consumidores. Aqui é uma feira que tem sido sucesso na cidade, com grande fluxo de pessoas de dentro e fora do Estado e para nós que produzimos uma cachaça e uma tiquira registrada estamos apresentando esse produto do Estado que pode ser consumido, de qualidade e que concorre de igual com produtos de Minas Gerais que são referência no Estado”, destacou o empresário João Fortes, produtor da cachaça Capotira, que chegou a produzir 20 mil litros de cachaça em 2017.

PROJETO CARTIMA – Lançado no final de 2017, o projeto Cartima reuniu órgãos de governo, entidades financeiras e instituições de pesquisa, para aperfeiçoar os métodos de produção, a formação de mão de obra, a obtenção de financiamento e a realização de pesquisas e regulamentos para o setor. Uma das metas do projeto desenvolvido pelo Sindibebidas é  pleitear a obtenção do título de patrimônio cultural, material e imaterial para a cachaça e a tiquira maranhenses. O projeto possui quatro eixos de atuação: Agricultura e Meio Ambiente, Indústria e Infraestrutura, Financeiro e Gestão e Mercado. A previsão é que a iniciativa se estenda até janeiro de 2020.

Veruska Oliveira COCEV FIEMA
Imagem ampliada Muita gente visitou a feirinha e conhecu a tiquira e a cachaça maranhense

 Atualmente, os municípios que mais produzem estão no sertão maranhense, dentre eles, Colinas, Pastos Bons, São Domingos do Azeitão, São João dos Patos, Sucupira do Norte e Sucupira do Riachão. A produção total das bebidas no estado chega a seis milhões de litros. Já a Tiquira (destilada da mandioca) tem uma fábrica na região de Santo Amaro.

1543 notícias | Mostrando de 1 a 6