Indústria

Você

Acessar

Notícias

FIEMA 14/05/2018 - 09:37hs

Empresário Parmênio recebe Medalha do Mérito Industrial da CNI e presidente Robson é homenageado

Condecorações da Ordem do Mérito Industrial e da Ordem dos Timbiras foram entregues na noite de quinta, em São Luís.

Coordenadoria de Comunicação e Eventos da FIEMA

Veruska Oliveira
Imagem ampliada Os homenageados da noite Parmênio Mesquista Carvalho e Robson Braga de Andrade

SÃO LUÍS – O empresário Parmênio Mesquita de Carvalho, do Grupo Canopus, foi agraciado na noite da última quinta-feira (10), com a Ordem do Mérito Industrial, no Blue Tree Towers, em São Luís. O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e Grão-Mestre da Ordem, Robson Braga de Andrade e o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão, Edilson Baldez das Neves, fizeram a entrega da honraria ao empresário, que foi indicado pela Federação das Indústrias. O Conselho da Ordem é integrado pela diretoria da CNI e foi criado com a medalha em 1958 pelos empresários Roberto Simonsen e Euvaldo Lodi.

Em 57 anos, apenas um seleto grupo de personalidades e empresários receberam a comenda, entre os quais se destacam os ex-presidentes Juscelino Kubitschek, Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva; além do ex-vice-presidente José de Alencar e os industriais Jorge Gerdau, Antônio Ermírio de Moraes e Ivo Hering. “Muito nos orgulha entregar a merecida homenagem galgada pelo empresário Parmênio Carvalho, que nesta noite recebe a Medalha do Mérito Industrial da CNI, uma condecoração que muito honra ao homenageado, a FIEMA promotora da indicação e ao Maranhão pelo seu empreendedorismo no setor da indústria da construção civil”, ressaltou o presidente da FIEMA, Edilson Baldez.

Veruska Oliveira
Imagem ampliada Parmênio recebeu a medalha e o certificado da ordem do mérito industrial das mãos do presidente da CNI, Robson Braga e do presidente da FIEMA, Edilson Baldez das Neves

 O empresário Parmênio Carvalho, que já possui sua empresa há 40 anos, atuando nos ramos de construção civil, shopping center, distribuição de combustíveis agradeceu a homenagem recebida. “Nós, do grupo Canopus, ficamos muito felizes em receber uma homenagem dessa envergadura nacional, a maior da CNI, realmente coroa um trabalho de um longo tempo. Passamos por um momento não muito fácil na economia, mas os meus filhos têm me ajudado muito a administrar o nosso grupo. A minha satisfação é de 100% com esse reconhecimento!”, destacou.   

As indicações ao recebimento da Ordem do Mérito são feitas pelas 27 federações de indústrias e pelo presidente da CNI. O número de concessões, anualmente, da Ordem do Mérito Industrial se restringe ao máximo de dez. No Maranhão, os empresários Nazareno Andrade (Elétrica Visão) e Francisco Carlos de Oliveira (FC Oliveira) já receberam a honraria da CNI.

ROBSON BRAGA – A noite ainda contou com homenagens ao presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, que recebeu da FIEMA, o Grande Colar da Ordem do Mérito Industrial, pelo trabalho de anos em prol do desenvolvimento do setor produtivo brasileiro. Para o presidente da FIEMA, Edilson Baldez das Neves, a instituição tem muito que agradecer ao presidente Robson por defender os interesses da indústria e a contribuir com a oferta de produtos e serviços ao setor produtivo.

“Eu, como Grão-Mestre da Ordem do Mérito Industrial da FIEMA, sinto-me lisonjeado em entregar-lhe tão distinta honraria. Parabéns presidente Robson, por essa nobre condecoração da FIEMA, recebida pelo seu empenho a favor da nossa indústria”, enfatizou o presidente da FIEMA, Edilson Baldez que fez a entrega junto com o 1º secretário da FIEMA e chanceler da Ordem do Mérito Industrial da Federação, Pedro Robson Holanda.

Veruska Oliveira
Imagem ampliada Presidente da CNI, Robson Braga agradeceu o reconhecimento e as homenagens

 Braga ainda foi agraciado com a Medalha Ordem dos Timbiras, Grau Grande Oficial, a mais alta condecoração do Governo do Estado, entregue pelas mãos do Governador Flávio Dino. “Nós temos aqui um evento de grande importância que consagra a aliança fundamental entre os investimentos públicos e privados. A força do empresariado brasileiro e maranhense se manifesta por essa dupla homenagem hoje prestada.

O empresário Parmênio, que com sua empresa Canopus, gera emprego, gera oportunidades para milhares de maranhenses há muitas décadas, ao mesmo tempo, o empresário mineiro Robson Andrade que nos visita, nesse momento, representando a liderança máxima do empresariado da indústria do nosso país, por intermédio da CNI. Por isso estou aqui, em nome do povo do Maranhão, para me confraternizar por ambos empresários”, disse Flávio Dino.

Veruska Oliveira
Imagem ampliada Governador Flávio Dino também homenageou o presidente Robson

 O homenageado da CNI, Robson Braga, enfatizou a alegria pelo reconhecimento. “Hoje é um dia muito especial, primeiro porque me tornei cidadão maranhense e, essa homenagem que o governador me faz,  com a principal medalha do Estado, é uma alegria, uma honra muito grande. Estamos trabalhando seriamente para que o desenvolvimento do Brasil possa ser em todos os Estados de maneira uniforme, principalmente nos estados do Norte e Nordeste. Para mim é mais um motivo, um incentivo de continuar trabalhando para que o Maranhão seja um desses estados com potencial de desenvolvimento muito grande”, destacou o homenageado, Robson Braga.    

Veruska Oliveira
Imagem ampliada Robson recebe Ordem do Mérito Industrial da FIEMA das mãos de Pedro Robson e Edilson Baldez

Estiveram presentes à festa do mérito industrial, o presidente da Federação das Indústrias dos Estados do Piauí, Antônio José de Moraes Souza Filho, e de Roraima, Rivaldo Fernandes Neves; o presidente do Conselho Regional do Serviço Social da Indústria (SESI), João Henrique Almeida; os diretores da FIEMA, empresários, demais autoridades e familiares dos empresários agraciados.

A Ordem dos Timbiras foi instituída pela Lei Delegada nº 160, de 4 de julho de 1984, e regulamentada pelo Decreto no 10.346, de 30 de janeiro de 1987. O ingresso na Ordem dos Timbiras é deferido às personalidades que se distinguiram com relevantes serviços prestados ao estado concorrendo para o bem-estar social e grandeza material e espiritual do seu povo. As personalidades de que tratam o decreto se tornaram credoras de reconhecimento público maranhense pela obra que vêm realizando em seus setores de atividades.

1543 notícias | Mostrando de 1537 a 1542