Notícias



Índices de junho apontam para uma possível recuperação da indústria


Data: 30 de agosto de 2018
Crédito: Coordenadoria de Comunicação e Eventos do Sistema FIEMA
Fotos: José Paulo Lacerda - Agência CNI

Após dois meses consecutivos de retração na atividade, a indústria retoma crescimento no segundo trimestre de 2018. O índice que mensura a evolução da produção alcançou 58,5 pontos em junho, ficando 8,5 pontos acima do nível satisfatório. Comparando com o primeiro trimestre deste ano, onde a indústria também atingiu patamar satisfatório, a produção do segundo trimestre foi 9% superior. O resultado é da Sondagem Industrial do Maranhão, elaborada mensalmente pela Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA) e Confederação Nacional da Indústria (CNI).

 

Segundo a pesquisa, o aumento da capacidade instalada reforça o quadro de recuperação da indústria. Em um mês, a utilização das plantas produtivas alcançou 64% no setor. Somado a isso, houve um aumento de 2,2 pontos no número de empregados. Outro fator relevante é o quadro otimista para os próximos seis meses. O índice que afere a expectativa pela demanda de produtos industriais nos próximos seis meses atinge 60,8 pontos, do mesmo modo, a expectativa para o número de empregados, atingindo 58,8 pontos. Analisando o setor pelo porte das empresas, tanto as pequenas empresas como as de médio e grande porte atingiram atividade satisfatória.

 

FINANCIAMENTO - O acesso ao crédito tornou-se mais difícil em relação ao primeiro trimestre deste ano, segundo as empresas. Isso impacta negativamente a dinâmica do setor, pois estas ficam sem capital de giro para financiar os ciclos produtivos subsequentes.

 

Sobre a satisfação com o lucro operacional, o empresariado apontou que o índice também recuou em relação ao último trimestre, mas sem bruscas oscilações, ficando 13, 1 pontos abaixo do satisfatório. Já a situação financeira das indústrias maranhenses apresentou relativa melhora em relação ao último trimestre. Contudo, o índice ainda acusa insatisfação em relação ao quesito.

 

Participaram da pesquisa indústrias dos segmentos de Alimentos, Vestuário, Couros, Derivados do petróleo, Biocombustíveis, Química, Limpeza e perfumaria, Plásticos, Minerais não metálicos, Metalurgia, Produtos de metal, Veículos automotores, Móveis, Manutenção, Reparação e Instalação de máquinas e equipamentos, de 2 a 16 de julho de 2018.

 

Use Ctrl + nº da tecla

Ctrl + 1 (menu) Ctrl + 2 (conteúdo) Ctrl+ 3 (busca) Ctrl + 4 (Rodapé) Ctrl + 5 (mapa) Ctrl + 0 (acessibilidade)



Original

Contraste