Notícias



FIEMA discute ZEE e Plano Diretor em 1ª reunião do conselho de Meio Ambiente


Data: 1 de março de 2019
Crédito: Coordenadoria de Comunicação e Eventos do Sistema FIEMA
Fotos: Veruska Oliveira - COCEV FIEMA

SÃO LUÍS – Um dos temas mais pertinentes ao desenvolvimento industrial do Estado: o Zoneamento Ecológico-Econômico (ZEE) foi um dos temas da 1ª reunião do ano do Conselho Temático de Meio Ambiente da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão, presidido pelo vice-presidente da FIEMA, Benedito Mendes.

 

O conselho temático atua no aperfeiçoamento da legislação ambiental, estimula práticas de conservação e uso eficiente dos recursos naturais e formula diretrizes e estratégias para subsidiar o processo decisório e o posicionamento da FIEMA na agenda de meio ambiente e sustentabilidade.

 

A reunião contou com a presença do coordenador técnico do ZEE-MA, Luiz Jorge Dias, que destacou as etapas já concluídas pelo zoneamento, que tem como fortes características a formulação e a espacialização das políticas públicas de desenvolvimento socioeconômico e de meio ambiente.

 

O ZEE-MA é um importante instrumento de gestão territorial de natureza técnico-científica e política, coordenado pelo Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos (IMESC).

 

O coordenador enfatizou o investimento de R$ 5,93 milhões para a realização do ZEE-MA do Bioma Amazônico, que já encontra-se em curso e corresponde a 1/3 do território do Estado (108 municípios); já a segunda etapa irá contemplar o zoneamento do Bioma Cerrado, que corresponde a 2/3 do território maranhense (cerca de 110 municípios) e ainda não foi iniciada.

 

De acordo com o novo Código Florestal, o ZEE devia ser elaborado e aprovado até o final de 2017.Outro assunto abordado foi o Plano Diretor de São Luís que conta com a participação efetiva da FIEMA nas audiências e reuniões.


O presidente do Conselho, Benedito Mendes, ressaltou que a sustentabilidade ambiental é um dos pilares defendidos pela entidade. “Essa reunião foi produtiva, pois discutimos propostas e tivemos algumas possíveis soluções para este tema tão importante que é o Meio Ambiente. Todos nós cumprimos a legislação para conciliar a produção industrial com a preservação ambiental. Tratamos de temas pertinentes ao desenvolvimento industrial do Maranhão”, finalizou.

 

A iniciativa reuniu representantes da iniciativa privada e do poder público, entre eles, o Sinduscon-MA, EMAP, Alumar, OAB-MA, Aprosoja, Imesc, Mineração Aurizona, Porto São Luís, Seinc, Sindicanaalcool, AVB/SIFEMA, Sindicato do Carvão e Famem.

Use Ctrl + nº da tecla

Ctrl + 1 (menu) Ctrl + 2 (conteúdo) Ctrl+ 3 (busca) Ctrl + 4 (Rodapé) Ctrl + 5 (mapa) Ctrl + 0 (acessibilidade)



Original

Contraste