Notícias



Presidente da EMAP participa de reunião do Conselho Temático de Infraestrutura e Obras da FIEMA


Data: 21 de junho de 2019
Crédito: Coordenação de Comunicação e Eventos do Sistema FIEMA
Fotos: COCEV FIEMA
Fonte da notícia:FIEMA

São Luís – O presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), Ted Lago foi o convidado da reunião mensal do Conselho Temático de Infraestrutura e Obras da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA), presidida pelo diretor da entidade, José de Ribamar Barbosa Belo realizada na tarde da última segunda (17/06), na Casa da Indústria.

Lago apresentou os projetos de investimentos próprios para o exercício de 2019 a 2022 que resultam em mais de R$ 144 milhões, além de obras de investimentos privados como a segunda fase do Tegram, o terminal de Fertilizantes, o terminal de carga geral da Suzano, a expansão da Ultracargo e o terminal da Raízen.

Lago também falou dos resultados financeiros da EMAP, com lucros líquidos de 22 milhões de toneladas de cargas movimentadas. “Nossa ideia é apresentar esses projetos de grandes obras e ter a participação dos empresários maranhenses nas licitações. Hoje o principal motivo para a não qualificação do fornecedor maranhense nos processos licitatórios é a irregularidade em documentos”, destacou o presidente da Emap, que considerou a reunião muito positiva.

“Estamos abertos para promover esse dialogo com o empresariado local e a Emap e ficamos felizes de saber que nesse cenário de crise, existem tantos projetos de infraestrutura sendo pensados e planejados pela Emap para o Porto do Itaqui!”, finalizou o presidente do Conselho Temático de Infraestrutura e Obras da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA), José de Ribamar Barbosa Belo.

O conselho temático da FIEMA tem o objetivo de avaliar, acompanhar e propor sugestões sobre a disponibilidade e a qualidade de infraestrutura no Maranhão, principalmente nas áreas de energia, transportes, portos, saneamento básico e telecomunicações.

Durante sua explanação, Lago também frisou a localização estratégica do Porto do Itaqui que reduz significativamente o tempo de viagem entre os demais continentes e ressaltou as vantagens competitivas como os berços com profundidade natural de até 19m (um prédio de aproximadamente 6 andares), a interligação com as ferrovias Norte-Sul, Transnordestina e Carajás e a área de influência de importância estratégica para o corredor Centro-Norte e a região do Matopiba.

Use Ctrl + nº da tecla

Ctrl + 1 (menu) Ctrl + 2 (conteúdo) Ctrl+ 3 (busca) Ctrl + 4 (Rodapé) Ctrl + 5 (mapa) Ctrl + 0 (acessibilidade)



Original

Contraste