Notícias



PDF/FIEMA operacionaliza internacionalização de fornecedores locais


Data: 2 de setembro de 2019
Crédito: Coordenação de Comunicação e Eventos do Sistema FIEMA
Fotos: COCEV FIEMA
Fonte da notícia:FIEMA

SÃO LUÍS – As empresas mantenedoras do Programa de Desenvolvimento de Fornecedores (PDF) – Alumar, Cemar, Eneva, Solar - Coca-Cola e Vale – o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Indústria, Comércio e Energia e a FIEMA, como gestora do programa, se reuniram na quarta-feira, 28, na Casa da Indústria Albano Franco, em reunião do Conselho Gestor.

Na oportunidade, o PDF recebeu novas empresas apoiadoras - Montisol, Comar - Consórcio Maranhão, Emap - Empresa Maranhense de Administração Portuária e KW do Brasil, além da Cimento Bravo e da Dínamo Engenharia, que renovaram sua parceria com o programa. Também foi anunciada, na ocasião, a reativação do CIN - Centro Internacional de Negócios da FIEMA, cujos serviços ficarão agora sob a responsabilidade do PDF.

“Via PDF, nós retomamos a certificação de origem. O Ministério da Economia concede às federações das indústrias a possibilidade de emitir certificados de origem e uma série de documentos necessários à internacionalização das empresas, e a FIEMA substabeleceu o PDF para que seja o gestor do Centro Internacional de Negócios – CIN. A partir de agora o PDF já está regularizado junto ao Ministério para prestar mais esse serviço para as empresas”, explicou o superintendente interino da FIEMA, Diogo Lima.

Segundo o superintendente, além do CIN, mais três novos serviços serão ofertados pelo PDF para empresas maranhenses. Um deles é o serviço de cotação de preços, que permitirá que empresas de todos os portes e segmentos obtenham propostas comerciais de fornecedores maranhenses de materiais e serviços cadastrados no site do programa. Um outro serviço é a divulgação de editais de processos licitatórios dos órgãos públicos. “Depois do lançamento do portal de negócios em maio, estamos desenvolvendo essa nova ferramenta, e estamos motivando o poder público, estado e prefeituras, a divulgarem os editais por meio do portal”.

“Entre esses serviços estão o certificado digital. O PDF vai se tornar, junto com a FIEMA, autoridade certificadora digital. Poderemos emitir certificados com velocidade, presteza e com a qualidade dos serviços que é reconhecida ao PDF, a um preço competitivo, especialmente aos associados, mantenedores e apoiadores”, afirmou.

Outro ponto abordado na reunião e que será trabalhado a partir deste ano pelo programa é o fortalecimento de cadeias produtivas, que consiste no diagnóstico de setores no Estado, a fim de verificar onde estão seus maiores custos e buscar produtos mais competitivos, para que o Maranhão não perca mais vendas em razão da competitividade do produto produzido no Estado. “Um exemplo é o setor de malhas em geral, nós não temos uma tecelagem no Maranhão. Antes do apoio da FIEMA, os empresários só compravam a malha pronta de Santa Catarina. Hoje, eles compram o fio e a linha da China, mandam esses insumos para Santa Catarina pelo Porto do Itaqui para tecer e tingir, e vem o produto acabado para o Maranhão. Ou seja, toda riqueza está ficando lá, apesar de nós termos um porto mais competitivo, com uma posição geográfica muito mais estratégica, e nós fazemos uma operação por Santa Catarina. Então, é esse tipo de distorção que nós estamos corrigindo, buscando fornecedores estrangeiros, para conseguir preços mais competitivos para os empresários e cadeias maranhenses”, ressalta Diogo Lima.

NOVOS APOIADORES - Na reunião do Conselho Gestor foram apresentadas também as novas empresas maranhenses que entraram como apoiadoras do programa. Para o diretor comercial de negócios do Comar - Consórcio Maranhão, Rodney Ventura, o PDF é um programa surpreendente, com um leque de serviços e oportunidades.

“Nós já trabalhamos com algumas das mantenedoras do PDF. A percepção é que o Maranhão tem fornecedores de porte, percebemos que o Programa é fundamental para isso, além de proporcionar novos contatos com o mercado, nos permite também apresentar o que somos capazes de fazer, ou seja, cria novas oportunidades”, destacou o diretor do Comar que é uma empresa que trabalha na área de serviços industriais de base nas áreas de energia, mineração, química, óleo e gás, alumínio.

O superintendente da FIEMA deu as boas-vindas às empresas. “Nós tratamos os mantenedores e apoiadores do PDF como se filiados ao nosso Sistema fossem. O PDF abre portas para todos os serviços que o Sistema FIEMA presta internamente, como para os que são oferecidos pela FIEMA, SESI, SENAI e IEL”.

No encontro também foram apresentadas as ações desenvolvidas e os resultados alcançados pelo PDF nos meses de julho e agosto, como as licitações divulgadas no período e os encontros de negócios realizados em Imperatriz, em parceria com a Associação Comercial e Industrial de Imperatriz (ACII), e em Açailândia, em parceria com a Associação Comercial e Industrial de Açailândia (ACIA).

SOBRE O PDF – O objetivo do programa é fazer com que as empresas maranhenses ganhem competitividade para fornecer produtos e serviços para todos os empreendimentos instalados ou em fase de instalação no Maranhão, gerando mais emprego, renda e qualidade de vida no estado.

O PDF atua na assessoria aos negócios, consultoria, capacitação e certificação às empresas cadastradas com a finalidade de torná-las mais competitivas e propiciar-lhes a busca de excelência para atender à crescente demanda por serviços e produtos no Maranhão. A premissa do Programa é trabalhar para evitar que se importe de outros estados ou países o que pode ser feito por empresas e pessoas estabelecidas no Maranhão.

Use Ctrl + nº da tecla

Ctrl + 1 (menu) Ctrl + 2 (conteúdo) Ctrl+ 3 (busca) Ctrl + 4 (Rodapé) Ctrl + 5 (mapa) Ctrl + 0 (acessibilidade)



Original

Contraste