Notícias



Construção civil, sustentabilidade e gestão pública são temas de mesa redonda na Expo Indústria Maranhão


Data: 28 de maio de 2022
Crédito: Coordenadoria de Comunicação e Eventos do Sistema FIEMA - COCEV
Fonte da notícia:Coordenadoria de Comunicação e Eventos do Sistema FIEMA - COCEV

 Diante de um público composto por empresários da indústria da construção civil, gestores públicos e estudantes, o presidente da FIEMA, Edilson Baldez, o prefeito de São José de Ribamar, Julinho Matos, e o presidente da CBIC, José Carlos Martins, discutiram de forma amistosa na mesa redonda “Perspectivas para a Indústria da Construção no Brasil e no Maranhão”, na noite desta sexta-feira (27), segundo dia da Expo Indústria Maranhão, que ocorre até domingo (29), no Multicenter Negócios e Eventos (Cohafuma). 

 

Ao considerar o espaço primordial da construção civil dentro do desenvolvimento de um município, o presidente da FIEMA, Edilson Baldez, ressaltou a necessidade de diálogos entre gestores públicos e empresas da indústria construtora. “Sinto-me muito à vontade para tratar da questão da construção civil, porque a minha vida toda foi dentro dela. Foi o que aprendi um pouquinho ao longo de minha carreira. Estamos aqui em uma conversa que pode ser fértil no sentido de ligar dois campos que estão diretamente relacionados – a gestão pública e a construção civil. Por isso, estamos aqui entre dois engenheiros e um gestor público, buscando dar exemplo em articulação e abertura ao diálogo”, ponderou Edilson Baldez. 

 

Por sua vez, o presidente da CBIC, José Carlos Martins, engenheiro de formação e especialista no desenvolvimento de projetos urbanísticos envolvendo a construção civil, apontou reforçou a linha da conversa. “Desde quando me formei na escola de engenharia do Paraná, em 1973, tenho acompanhado os problemas e as questões que envolvem a construção civil no Brasil. Reconheci os dilemas pelos quais passamos como o Minha Casa Minha Vida no Maranhão”, afirmou Martins. Segundo o presidente da CBIC, um dos principais entraves ao avanço da indústria da construção civil é a visão imediatista que impede o desenvolvimento de ações a longo prazo. “A construção civil possibilita a geração de empregos e ter um emprego transcende o imediatismo e são os empreendimentos a longo prazo que garantem estas oportunidades”, disse Martins. 

 

GESTÃO E CONSTRUÇÃO - Ao destacar a necessidade de desenvolvimento dentro dos municípios maranhenses, o prefeito de São José de Ribamar, Julinho Matos, destacou dois pontos em sua fala: a composição de uma boa equipe de trabalho e a busca por articulação empresariais que garantam a aplicação de recursos. “Ninguém trabalha sozinho e queremos montar um time para tocar a indústria da construção local em São José de Ribamar, de um modo a oferecer uma vida digna ao nosso povo, oferecendo moradias, saneamento básico e trabalho. O percurso que temos desenvolvido em nossa administração aposta na sustentabilidade, na geração de riqueza e do desenvolvimento da indústria e do comércio”, projetou o prefeito. 

 

Edilson Baldez enfatizou a necessidade de se propor projetos que contemplem a sustentabilidade para a atuação no mercado da construção civil. “A Indústria Sustentável é o tema da Expo Indústria Maranhão exatamente porque queremos apontar um norte para o procedimento de todo o nosso desenvolvimento daqui para a frente”, salientou. O presidente da FIEMA ainda celebrou o momento de diálogo e discussão, considerando que a falta de articulação não pode fazer com que a economia perca oportunidades de desenvolvimento. “Se decidirmos que queremos um município e um estado melhor, temos de sentar juntos e discutir soluções — de descobrir meios de aproveitar os recursos que muitas vezes perdem por falta de diálogo, solução e ação. Recursos tem, compradores tem e um grande demanda, falta apenas a articulação”. 

 

Como em todos os dias na Arena Sustentável, os convidados da mesa redonda falaram para uma plateia que lotou o espaço na Expo Indústria Maranhão. Atentos os empresários da construção civil, secretários municipais e estudantes reconheceram no diálogo entre Edilson Baldez, Julinho Matos e José Carlos Martins a uma oportunidade para meditar sobre as relações produtivas entre a gestão das cidades e o papel de impulsionamento social e econômico possibilitado pela indústria da construção.  

 

ARENA SUSTENTÁVEL - Ainda na noite desta sexta-feira (27), a professora Izabella Pearce, especialista em Direito Ambiental, e o cônsul honorário da Itália no Maranhão, Francesco Cerrato, proferiram a palestra Inovação Tecnológica para o monitoramento da qualidade do ar na Indústria. Os dois apresentaram o trabalho da empresa Virtú Ambiental para o público da Arena Sustentável. “É preciso desenvolver novas oportunidades para os maranhenses. É imprescindível que valorizemos as empresas de casa e que se crie vagas para nossa própria gente. O desenvolvimento deve gerar oportunidade para a sociedade local”, afirmou Pearce, que recebeu os parabéns de estudantes, alunos e professores presentes. 

 

Além das atividades na Arena Sustentável, a Expo Indústria ainda mantém o Plenarium, onde estão programadas palestras e mesas redondas que discutirão meios de desenvolvimento econômico e comercial que garantam o equilíbrio ambiental. Para participar da maior feira multissetorial do Nordeste, inscreva-se no site www.expoindustriama.com.br. Realizada desde 2015 e em sua quarta edição, a Expo Indústria é uma realização do Sistema FIEMA (SESI, SENAI, IEL e Federação) e a Confederação Nacional da Indústria (CNI), com a correalização do Governo do Estado, Sistema Fecómercio e Sebrae-MA. 

 

Use Ctrl + nº da tecla

Ctrl + 1 (menu) Ctrl + 2 (conteúdo) Ctrl+ 3 (busca) Ctrl + 4 (Rodapé) Ctrl + 5 (mapa) Ctrl + 0 (acessibilidade)



Original

Contraste